No Canal do Francês

Terça-feira foi dia de acordar cedo e correr pra Ecoscuba Centro de Mergulho, onde o Flávio, instrutor da empresa, já nos aguardava para nos acompanhar num mergulho no Canal do Francês. O mergulho no canal é uma saída de praia muito interessante para mergulhadores iniciantes e é um excelente ponto para os batismos e scuba review, devido a pouca profundidade do local e muita beleza e vida.

Depois de equipadas, atravessamos a rua para a praia e depois de alguns metros mar adentro já pudemos descer e nos encantar com a grande quantidade de vida marinha existente. Ali existem recifes de corais e algas calcáreas que formam uma barreira de grande comprimento, com as partes mais altas aflorando quando a maré está baixa. É esse momento que os mergulhadores aproveitam as condições para começar bem o dia, assim como nós fizemos.

A grande atração do mergulho foi o primeiro cavalo-marinho que encontrei desde que me juntei ao Projeto, em fevereiro. Um lindo exemplar de Hippocampus reidi de coloração amarela fez nossa alegria por alguns minutos. :) Infelizmente, a Julia não teve sorte com as fotos. Havia muita suspensão e o peixe não colaborou muito, então emprestamos uma foto do pessoal da Ecoscuba (tirada em outra ocasião), somente para ilustrar um pouco melhor o post.

* Cavalos marinhos (gênero Hippocampus) são peixes ósseos da família Syngnathidae. Os peixes desta família apresentam uma característica única, onde após a fertilização dos ovos, os mesmos são carregados pelos machos durante toda a incubação. Por isso dizemos que os cavalos marinhos machos ficam “grávidos”.

Os Hippocampus habitam locais rasos e abrigados, normalmente manguezais, recifes de coral e leitos de grama marinha. Utilizam sua cauda preênsil para ancorar-se em estruturas como raízes de árvores de manguezal, corais, esponjas, etc. Sua coloração mimética algumas vezes pode ser mudada para cores extremamente brilhantes como laranja, vermelho ou amarelo. Mas esta grande variedade de cores não distingue espécies. Aparentemente, qualquer cavalo marinho pode adotar qualquer um desses padrões de coloração, de acordo com a ocasião, como interações sociais, acasalamento, mudanças drásticas no habitat etc.

Existem 32 espécies de cavalos-marinhos em todos os oceanos,  mas somente duas espécies ocorrem no Brasil: Hippocampus erectus e Hippocampus reidi. Infelizmente quase todas as espécies estão listadas na categoria Vulnerável da Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas de Extinção da IUCN (União Internacional para a Conservação da Natureza), inclusive as existentes no Brasil.

Também foi possível ver muitas espécies diferentes de corais e esponjas, além de peixes recifais, moréias, peixe-morcego, estelas e ouriços-do-mar… enfim, praticamente um aquário a poucos metros da praia. Agradecemos ao pessoal da Ecoscuba e esperamos voltar em breve!

* texto retirado do site do Projeto Hippocampus


This entry was posted in AL, Animais Marinhos, Foto-sub and tagged , , , , , , . Bookmark the permalink.

1 comentário para No Canal do Francês

  1. Vera Azevedo says:

    Cacá, muita saudade! Adorei o seu post! Um beijão :)

Leave a Reply